Brasil English Español

         Whatsapp Lupchinski & Lupchinski, Lda   +351 962 997 358   +351 936 492 554   




Azulejo Português: Como usar na minha casa?

Quinta, 13 de fevereiro de 2020

Clique para ampliar

Antes de começar a falar sobre as ideias e inspirações de como usar o azulejo português, vamos contextualizar esse assunto, para que você leitor, perceba a importância nacional dessas peças tão expressivas.

Qual a relevância do azulejo português?

O azulejo português tem efeitos pedagógicos e estéticos muito relevantes para a cultura portuguesa.

São peças cerâmicas, quadradas, normalmente, de pouca espessura, com uma das faces vitrificada, oriunda de cozeduras esmaltadas, que a reveste e torna impermeável. Excelente para áreas húmidas, como cozinhas, casas de banho, fachadas e não só. As peças podem ser lisas ou com relevos, monocromáticas ou super coloridas. Vai a gosto do cliente.

Os padrões foram estruturados utilizando módulos de repetição de azulejos de 2x2, 4x4, 6x6 e 12x12 - embora existam alguns exemplos muito raros constituídos por um número ímpar - formando tapetes ou tapetes enquadrados por margens ou barras, muitas vezes com frisos adicionados.

Clique para ampliar

Tais azulejos portugueses, demarcam uma identidade nacional, que descreve narrativas do quotidiano, transformadas em arte, expressões criativas, emoção e estetização. São peças de alto impacto estético e durabilidade. Além disso, eles também tem a função de proteger os edifícios e casas do frio e humidade.

Os azulejos portugueses condensam histórias e memórias de muitos lusitanos. Retratam:

  • Campanhas militares;
  • Episódios e glórias históricas;
  • Cenas do quotidiano;
  • Episódios bíblicos e religiosos;
  • Cenas mitológicas;
  • Paisagens, natureza, design florais e os animais;
  • Formas geométricas;
  • Batalhas, guerras, ascensão da burguesia, cenas políticas, guerras e navegações,
  • Dentre muitas outras motivações.

 

Clique para ampliar

Existe uma grande riqueza cromática desses azulejos, desde os amarelos, verdes, castanhos, roxos e é claro: o azul com fundo branco. Tal padrão azul e branco surgiu no século XVII, herdado da influência holandesa e das porcelanas orientais. Enquanto que o azul com amarelo era sinônimo de poder e riqueza - muito usado nas igrejas e palácios.

E falando em igrejas, os azulejos eram, em sua maioria, usados para contar histórias bíblicas aos fies. Era uma forma ilustrativa de passar a eles a perpetuação divina das histórias e factos religiosos.

Clique para ampliar

“Haverá país mais azul que Portugal?”

Essa pergunta ficou imensamente conhecida em outubro de 2014, quando o New York Times, nomeou os azulejos portugueses como 1 dos 12 tesouros da Europa. Na ocasião, os editores e autores do jornal, foram convidados a eleger os 12 tesouros europeus, tendo por base os países com características especiais. Lisboa foi a escolhida pelos seus azulejos azuis.

De uma forma romântica, a publicação nova iorquina diz:

“Haverá um país mais azul que Portugal? O céu azul e o Oceano Atlântico abraçam a terra. O humor azul do Fado, a melancolia da música, formam a trilha sonora nacional. E por todo o Portugal, os típicos azulejos azuis encontram-se em igrejas, mosteiros, castelos, palácios, universidades, parques, estações de comboios, halls de hotéis e fachadas de apartamentos.”

Clique para ampliar

Não é à toa que o azulejo português hoje é uma das mais originais produções da cultura portuguesa.

Este é um dos aspectos mais fascinantes do processo criativo dos pintores cerâmicos portugueses: a sua capacidade de inventar e interpretar temas e motivos decorativos de várias origens, uma fusão de influências que levou à criação de uma linguagem única.

Clique para ampliar

Contextualizado da importância nacional de tais peças. Vejamos agora, como usar os azulejos portugueses para decorar sua casa.

Cozinha: ainda é usual usar o azulejo português?

Não só é usual, como fica lindíssimo quando bem equilibrado. Os azulejos portugueses dão cor e vida para qualquer ambiente. E na cozinha não poderia ser diferente. É um local onde passamos várias horas do mês, a dedicar amor e carinho na preparação dos alimentos e nos momentos com nossos amigos e familiares. Portanto, deixar esse espaço bonito é um agrado aos nossos olhos e não só.

Separamos algumas imagens de inspiração.

 

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Repare que os azulejos ficam muito bem tanto no piso quanto nas paredes. A dica é: evite misturar as duas coisas, ou seja, se for colocar na parede, evite colocar no chão também. Isso para não poluir muito o ambiente e ficar exagerado.

Mas lembrando, não há regras, ou uma padronização. Faça aquilo que melhor combine com o seu estilo. Só tome cuidado com os exageros e tons muito fortes que ficam brigando entre si. Pois isso aumenta a chance de você enjoar mais rápido.

Como o azulejo português, por si só, já traz muita informação e estilo, outra dica é usá-lo para valorizar uma das paredes da cozinha, ao invés dela toda.

Como usar os azulejos portugueses nas casas de banho?

Uma maneira muito interessante de usá-los nas casas de banho é revestindo apenas as paredes da zona da duche. Fica uma proposta moderna. E tem sido uma opção queridinha dos arquitetos.

 

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Como usar nas áreas externas?

O uso dos azulejos cerâmicos em áreas externas pode ser variado. Pode, por exemplo, valorizar uma parede de um cantinho de leitura, ou colocá-lo como um quadro, com o nome da família. Ou então, pode colocá-lo no piso de fora a fora. Enfim, use a criatividade.

 

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Para mais informações, projetos de especialidades, arquitetônico ou de decoração de interiores, contacte-nos e peça já o seu orçamento.

 



Conteúdo relacionado





               




Inicial   •   Sobre nós   •   Serviços   •   Portfólio   •   Blog   •   Testemunhos   •   Orçamentos   •   Contacto

Contacto
   +351 936 492 554
   +351 962 997 358
    geralleanengenharia.pt
      

Localização
Avenida 31 de Janeiro, 55 - 1 - São José de São Lázaro e São João do Souto
Braga - Braga - CP: 4715-052


Horários de atendimento
8h às 12h - 13h às 18h

Alvará 90853 Classe II PAR
OEP: 82063

© Copyright 2020 - Lupchinski & Lupchinski, Lda - NIPC: 515.222.984
by SAMUCA